Mercado de Trabalho

Como negociar salário em 6 passos

Por EAD UNIVALI   |    |  5 min de leitura
Saiba mais
Saiba mais

Negociar salário faz parte da carreira de todo profissional. Afinal, em algum momento da sua trajetória, seja para pedir um aumento ou alinhar expectativas frente a uma nova posição, você terá que conversar sobre sua remuneração.

Para muitos, falar de dinheiro não é nada fácil. Por isso, é muito comum que alguns profissionais evitem essa conversa e aceitem os salários propostos pelos empregadores sem ao menos tentar uma negociação.

Contudo, lembramos que negociar é algo muito normal e esperado no mercado de trabalho, então não tenha medo de tentar entrar em um acordo que seja favorável para ambas as partes.

Neste artigo, explicamos passo a passo como negociar o salário de uma forma tranquila e eficaz:

1. Antes de tudo, pesquise e conheça os salários para a posição
2. Entenda o momento de carreira em que você está
3. Esteja ciente do momento da empresa
4. Leve em conta os benefícios
5. Explique-se e dê razões para tudo
6. Invista na sua formação

Conheça as graduações EAD com 2 anos de duração da Univali!

1. Antes de tudo, pesquise e conheça os salários para a posição

Sabe aquela máxima que diz que conhecimento é poder? Na hora de negociar o salário, ela também vale.

Antes de chegar com um valor fechado, faça muitas pesquisas para saber qual é o salário médio para o seu cargo.

Acesse portais como Glassdoor, Catho e Vagas e pesquise o salário de cargos semelhantes ao seu. Para isso, é importante também buscar remunerações em empresas de porte semelhante ao da futura ou atual empregadora.

Outro ponto importante é levar em consideração também seu nível de senioridade, ou seja, seus anos de experiência na área. Afinal, profissionais júnior têm perspectiva salarial diferente de um sênior, por exemplo.

Ao realizar esse levantamento, você chegará em um valor mais dentro da realidade do mercado, tendo também mais argumentos para negociar.

>>> Leia mais: Entrevista de emprego: o que falar e como se comportar

2. Entenda o momento de carreira em que você está

Além de identificar seu nível de senioridade, para negociar o salário é interessante entender também o seu momento de carreira.

Por exemplo, se você está desempregado há um tempo, pode ser arriscado e mais difícil conseguir sua remuneração dos sonhos, sendo melhor, muitas vezes, ceder e conquistar a posição.

Por outro lado, se você estiver trabalhando e receber uma proposta de outra empresa, este pode, sim, ser o melhor momento para barganhar uma remuneração melhor. Afinal, você está sendo reconhecido pelo mercado de trabalho.

Ou seja, tudo vai depender do seu momento de carreira e da situação em que está inserido. Então, leve isso em conta também na hora de negociar o seu salário.

Como negociar salário - profissionais sentadas lado a lado analisando dados

3. Esteja ciente do momento da empresa

Você já sabe que é importante compreender o seu momento de carreira para começar as negociações de salário, certo? Mas, o que talvez você não saiba é que também é essencial considerar o momento da empresa nessas situações.

Por exemplo, se você sabe que sua empresa está passando por uma crise, talvez não seja uma boa ideia insistir demais em uma negociação salarial. Pedir um salário maior em um período ruim pode indicar que você só está pensando em si e não no coletivo.

Por isso, saiba identificar o melhor momento para começar essa conversa. Para isso, converse com colegas e observe situações como demissões e anúncios de corte de custos.

Tudo isso o ajudará a identificar o melhor momento para negociar seu salário.

>>> Leia mais: Experiência profissional: como preencher no currículo

4. Leve em conta os benefícios

O salário é certamente a parte que mais chama atenção em um cargo, mas não é o único benefício que uma empresa pode oferecer.

Plano de saúde, participação nos lucros, vale cultura, oportunidade de fazer cursos, descontos em academias, além dos benefícios obrigatórios (vale-transporte e vale-refeição), podem fazer parte da remuneração total de um colaborador.

Todos esses benefícios devem ser levados em conta na hora da negociação, e não apenas o salário bruto.

>>> Leia mais: Para não errar: saiba o que falar em uma entrevista de emprego

5. Explique-se e dê razões para tudo

Como negociar salário - dois homens apertando as mãos ao centro da imagem

O medo de parecer arrogante ou ganancioso na negociação de salário é algo que apavora e até mesmo paralisa alguns profissionais. Contudo, você sabia que existe uma forma de fugir disso tudo? Trazendo explicações!

Ao começar esse processo de negociação, tenha razões e motivos para o valor sugerido, explique para o recrutador ou profissional do RH como você chegou em tal valor e porque ele é condizente com a posição.

Qualquer motivo realista vai ter o efeito desejado. Lembre-se que nenhuma empresa vai querer privá-lo dos seus desejos ou necessidades.

Então, prepare seus argumentos e dialogue com respeito e tranquilidade. Assim, certamente, você estará muito mais perto do salário almejado.

>>> Leia mais: Veja 10 perguntas de entrevista de emprego e alcance a vaga dos sonhos

6. Invista na sua formação

Você sabia que um brasileiro com ensino superior ganha, em média, mais que o dobro (140%) de quem só cursou o ensino médio?

Ou, você tinha ideia de que com pós-graduação se pode ganhar um salário mais de quatro vezes maior (350%) na comparação com quem só se formou no ensino médio?

Os dados são do Education at a Glance, da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Na hora de pensar em negociar seu salário, saiba que a sua formação pode fazer toda a diferença e ajudá-lo a alcançar uma remuneração mais atrativa, como mostram os dados acima.

Por isso, mais do que nunca, é essencial que você comece a investir na sua formação. Um curso de graduação ou pós certamente abrirá muitas portas no mercado de trabalho para você!

E se o seu problema for falta de tempo, você precisa conhecer as graduações e especializações do EAD Univali.

As duas formações podem ser feitas a distância, dando flexibilidade para o estudante escolher o melhor momento e lugar para os estudos.

Confira aqui mais informações sobre a graduação EAD da Univali.

Confira aqui mais informações sobre a Pós +Carreira do EAD Univali.

Não perca tempo e comece hoje mesmo a trilhar um caminho de sucesso no mercado de trabalho.

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo!

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT