Foi chamado para uma entrevista de emprego e precisa de algumas dicas para mandar bem e conquistar a tão sonhada vaga?

Então, você chegou ao lugar certo. 

Nas próximas linhas, você descobre como se preparar para ficar à frente do recrutador e responder todas as perguntas sem hesitar.

Pegue papel e caneta, anote todas as dicas e boa sorte!

Como se preparar para uma entrevista de emprego?

entrevista de emprego como se preparar para uma

Não tem outro jeito de se sair bem em uma entrevista de emprego senão realizando um processo completo de autoconhecimento. 

É preciso refletir sobre seus pontos fortes e de melhoria.

Mais do que isso: é importante recuperar toda a sua trajetória profissional, lembrando de erros e acertos do passado.

Afinal, são eles que formam o profissional que você é hoje. 

Então, a partir do seu ponto de partida, é fundamental ainda estabelecer suas metas e objetivos.

O que você quer para o seu futuro? Tenha isso em mente.

Depois de realizar essa jornada de autodescoberta, o próximo passo é encontrar uma forma de contar a sua história.

Para ajudá-lo a montar o seu discurso, vale seguir alguns passos. Veja só:

Quem sou eu?

Certamente, você já tem clareza sobre a resposta desta questão.

Então, procure evidenciar as suas principais características e competências.

Para quem vou contar minha história?

Adapte a sua história de acordo com o interlocutor.

Se você está fazendo uma entrevista para uma vaga me Marketing, por exemplo, é provável que o recrutador queira saber o quanto você é criativo e quais foram as campanhas de sucesso de sua autoria. 

O que me diferencia?

Todo profissional deve saber reconhecer seus diferenciais. 

O que o destaca entre a multidão? Isso precisa constar em seu discurso.

Minha história é congruente?

Você diz que adora números, mas reprovou três vezes em Matemática

Bem, isso mostra que a sua história está mal contada e os elementos dela não correspondem à verdade.

Certifique-se de que o seu discurso está realmente alinhado ao que você é, foi e quer ser.

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

entrevista de emprego como se comportar em uma

Em uma entrevista de emprego, o seu comportamento é colocado à prova o tempo todo.

Então, para que a sua conduta seja exemplar do início ao fim, vale ficar atento a essas dicas:

Pesquise antes da entrevista

Já imaginou chegar em uma entrevista sem nem saber o que a empresa faz? 

Isso, certamente, acaba com todas as suas chances de conquistar a vaga.

Pesquisar sobre a organização é primordial. 

Busque conhecer os produtos e serviços oferecidos, o posicionamento da marca no mercado e a filosofia empresarial. 

Além disso, procure entender melhor o cenário em que a empresa está inserida. 

Como é o momento do setor e quais são as expectativas? Quem são os concorrentes?

Tudo isso, além de impressionar o recrutador, fará você ter clareza sobre como pode contribuir em sua função.

Cative de início

Sabe aquela máxima de que a primeira impressão é a que fica? 

Pois bem, é preciso levá-la em conta.

Ainda que você possa surpreender o entrevistador durante a conversa, é bem melhor se você encantá-lo logo de cara.

Por isso, seja gentil com todos, desde a sua chegada. 

Procure ainda identificar o perfil do recrutador para se adequar ao estilo dele. 

Se ele for descontraído, você tem mais liberdade para mostrar esse lado.

Se ele for mais sisudo, por exemplo, cabe adotar uma conduta mais séria e formal.

Demonstre inteligência emocional

A inteligência emocional é uma das competências mais procuradas pelos recrutadores.

Portanto, ao demonstrá-la, você ganha muitos pontos a favor.

Ainda que não seja possível comprovar o controle sobre as suas emoções de um jeito prático, algumas atitudes ajudam a passar a mensagem.

Escutar atentamente o que o recrutador tem a dizer, compartilhar o crédito das suas conquistas e mostrar que pode aprender com os erros são algumas delas.

O que não se deve dizer em uma entrevista de emprego?

entrevista de emprego o que nao se deve dizer em uma

Uma tática muito usada pelos recrutadores é deixar os candidatos totalmente à vontade para que possam ser verdadeiros.

Embora seja excelente para driblar o nervosismo e a timidez, muitos entrevistados acabam falando demais.

Um erro muito frequente é entrar em assuntos polêmicos, como religião e política.

Também acontece de os candidatos comentarem detalhes de suas vidas pessoais.

Além desses equívocos, não se deve falar mal de antigos empregadores.

E, claro, jamais diga mentiras. 

Dicas de líderes de grandes empresas

entrevista de emprego dicas de lideres de grandes empresas

Aprender com quem tem uma carreira bem-sucedida é sempre uma excelente opção, certo? 

Então, que tal conferir algumas dicas de grandes empresários?

  • Roberto Marinho: para o dono da TV Globo, manter-se conectado com pessoas mais experientes é trivial para a evolução
  • Bill Gates: o fundador da Microsoft deixou muitas lições sobre negócios. Uma delas é não lamentar pelos seus erros, e sim, aprender com eles
  • Luiza Helena Trajano: a CEO da Magazine Luiza tem um mantra que, com certeza, fará de você uma pessoa e um profissional melhores. Ela diz “faça aos outros o que gostaria que fizessem a você”
  • Soichiro Honda: segundo o criador da Honda Motors, é preciso seguir as oportunidades para os quais você está melhor preparado.

Exemplos de como responder às principais perguntas da entrevista de emprego

entrevista de emprego exemplos de como responder as principais perguntas da

Em muitas entrevistas de emprego, é comum que algumas perguntas se repitam. 

Estudá-las e elaborar as respostas para elas pode ajudá-lo a ter um melhor desempenho. 

Então, confira a seguir os principais questionamentos feitos pelos recrutadores e aprenda como respondê-los!

Você pode falar um pouco sobre você?

Falar sobre si mesmo é sempre um desafio, ainda mais quando o discurso vale um emprego. 

A dica aqui é manter a calma e fazer uma apresentação sucinta, destacando os seus principais atributos e experiências, e que indiquem por que você é a pessoa ideal para a vaga em questão.

Como você ficou sabendo da vaga?

Esta parece fácil. Oras, é só dizer a verdade, certo? 

Bem, evidentemente, é preciso ser sincero quanto à forma que ficou sabendo da vaga, mas a pergunta também pode representar uma oportunidade de evidenciar o seu interesse pela empresa. 

Ao respondê-la, use algo como: “um colega me indicou e eu logo fiquei entusiasmado pela chance de trabalhar aqui, um lugar que considero referência no segmento…”

O que você sabe sobre a empresa?

Aqui, você não deve simplesmente repetir o que leu sobre a empresa. 

É preciso mostrar que, de fato, você absorveu o conteúdo. 

Por exemplo: “Eu acho que o posicionamento da empresa é ideal nesse sentido porque…”

Por que você quer este trabalho?

O recrutador não quer ouvir que você está interessado na remuneração ou nos benefícios. 

Ele espera que o seu propósito seja o mesmo da organização. 

Por isso, ao escutar essa pergunta, certifique-se de que o seu interesse destacado no discurso é compatível com a missão e valores da empresa.

Quais são os seus pontos fortes?

Não cometa o erro de listar atributos que não sejam reais apenas para agradar o entrevistador. 

Seja verdadeiro com relação aos seus pontos fortes e procure relacioná-los com a vaga em questão. 

Você pode ainda dizer como essas características interferem no dia a dia de trabalho.

Quais são seus pontos fracos?

Esta pergunta é temerosa para muita gente, mas ela pode ser mais simples de responder do que você imagina. 

A dica aqui é não citar um defeito que pode custar a vaga, e sim, mencionar um ponto a ser melhorado. 

Ao fazer isso, procure mostrar o que você está fazendo para corrigir essa vulnerabilidade.

Qual é a sua maior conquista profissional?

A resposta para esta pergunta precisa estar na ponta da língua. 

E, para treiná-la, você pode aplicar a técnica STAR, cujo acrônimo significa Situação, Tarefa, Ação e Resultado.

A situação é o cargo ou a responsabilidade da função. 

A tarefa, por sua vez, o que você precisa fazer. 

A ação é a prática. 

E, por fim, o resultado é a conquista obtida.

Seguindo essa lógica, fica fácil elaborar o discurso. 

A regra é a mesma para quando o recrutador questiona sobre desafios e conflitos enfrentados.

Qual é o emprego dos seus sonhos?

Não vá mencionar outra empresa na hora da entrevista, viu?

O que o recrutador espera fazendo esta pergunta é identificar se os seus valores estão alinhados ao da organização.

Por isso, discorra sobre seus objetivos, destacando o porquê o trabalho em questão é importante para você.

Como você se vê daqui a 10 anos?

Tente relacionar a resposta desta pergunta sempre à carreira.

Evite responder “casado e com três filhos”, por exemplo.

Aqui, é importante demonstrar que você tem planos e expectativas. 

Por que devo te contratar?

Neste momento, você precisa usar todo o seu potencial para argumentar que você é a pessoa ideal para o cargo.

Reforce seus objetivos, fale sobre como a empresa é o que você quer para a sua carreira e enfatize como você pode contribuir para os resultados da organização.

Por que não devo te contratar?

Assim como saber o porquê você deve ser contratado, é comum que o recrutador queira saber as razões que o tornam um candidato desqualificado. 

Mas você não deve entrar nesse jogo, ok?

A sua resposta, neste caso, deve ser muito parecida com o discurso dos pontos fracos.

Mencione aspectos que podem ser melhorados e complete a frase com “mas você deveria me contratar porque…”, destacando um atributo importante.

Você está se candidatando a vagas de que outras empresas?

O recrutador que faz esta pergunta não tem exclusivamente a intenção de sondar para quais outras empresas você está disparando o seu currículo

Ele quer, na verdade, descobrir se há consistência entre o que você está buscando. 

Por isso, reforce o seu interesse em atuar no mesmo segmento ou em oportunidades que exijam as mesmas qualificações.

Por que você está deixando seu emprego atual?

Você já deve ter ouvido falar que não se pode dizer nada de negativo sobre as empresas anteriores, certo?

Essa afirmação é mesmo verdadeira. 

Por isso, é importante ter cuidado redobrado ao responder esta questão.

A saída aqui é mostrar que a vaga para a qual está concorrendo é mais compatível com os seus objetivos de carreira.

Por que você foi demitido?

Ser demitido do emprego é algo que acontece. E isso não é motivo de vergonha e muito menos razão para mentir.

Portanto, seja sincero quanto ao motivo da demissão, mas evite entrar em detalhes. 

Contorne a resposta dizendo como o acontecimento contribuiu para a sua evolução profissional.

Qual o seu estilo de gestão?

Existem diversos estilos de liderança. Os principais são autocrático, democrático e liberal. 

Ter ciência de qual é o seu perfil de líder pode ajudar a ser mais preciso ao responder a esta pergunta.

É importante também mencionar situações para que o seu estilo fique mais evidente aos olhos do entrevistador.

Em que situação você exerceu liderança?

O segredo para esta pergunta é contar um momento que tenha relação com a função pretendida.

Assim, o recrutador pode ter uma base comparativa melhor. 

Procure ainda legitimar a sua história com fatos e dados. 

Em algum momento você discordou de uma decisão de trabalho? Como foi isso?

Discordar de alguém no ambiente de trabalho não é sinal de rebeldia. Pelo contrário. 

Isso mostra o quanto você está comprometido com os resultados e buscando as melhores soluções.

Mas, evidentemente, essa oposição precisa ser saudável. 

Então, conte ao recrutador uma situação em que houve um debate respeitoso e produtivo.

Como seu chefe e seus colegas diriam que você é?

Muitas empresas desenvolvem avaliações de competências e outras atividades de feedback.

Essas situações são ótimas para extrair dos seus gestores e colegas a visão deles sobre o seu trabalho.

Caso isso não aconteça no local em que você trabalha, procure perguntar à sua equipe.

Assim, você saberá exatamente o que dizer quando o recrutador fizer esta pergunta.

Por que existe uma lacuna no seu currículo?

Se você ficou sem trabalhar por um longo período e isso está evidente em seu currículo, é importante pensar em estratégias para justificar a lacuna.

Você pode, certamente, dizer que não havia conseguido uma oportunidade, mas precisa mostrar que não ficou parado todo o tempo.

Fale sobre os cursos que fez, livros que leu ou outras experiências interessantes que foram adquiridas.

Como você lida com pressões ou situações estressantes?

Responder que lida bem com pressão não é uma resposta convincente.

É preciso comprovar a afirmação.

Então, conte situações já vividas e mostre como você se saiu diante das circunstâncias. 

Qual foi o último livro que leu?

Esta é uma pergunta feita com o objetivo de descobrir mais sobre a personalidade do candidato.

No entanto, o título do livro não tem tanta importância. 

O que vale mesmo é a capacidade de síntese da obra.

Que salário considera justo?

Quando o recrutador faz esta pergunta, ele tem a intenção de saber se o candidato está disposto a negociar.

Pense bem a respeito do salário que considera adequado e não se esqueça de ponderar também outros fatores como benefícios e horário de trabalho.

Você tem alguma pergunta?

Esta é a pergunta derradeira, que costuma encerrar uma entrevista de emprego.

O momento é ideal para tirar dúvidas, mas também para demonstrar o seu interesse na empresa.

Descubra a seguir como fazer!

Perguntas que você pode fazer

entrevista de emprego perguntas que voce pode fazer

Pense em perguntas que tenham relação com os planos da organização e que representem um desafio que possa ser assumido por você. 

Um gerente de marketing, por exemplo, pode questionar: “Vocês têm a pretensão de comercializar produtos online?”.

Para isso, vale sempre estudar a empresa antes da entrevista de emprego e também ficar atento a todas as informações fornecidas pelo recrutador.

Como saber se fui bem na entrevista?

entrevista de emprego como saber se fui bem

Dificilmente, você terá uma resposta sobre a entrevista no mesmo momento.

É comum que o entrevistador tenha que compartilhar suas impressões com outras pessoas, e até mesmo escolher entre você e outro candidato.

Mas, para saber se você obteve um bom desempenho, vale ficar de olho em alguns sinais.

Se durante a entrevista, o recrutador demonstrou bastante interesse na sua carreira, é um ponto positivo.

Outro indicativo que você foi bem é se ele apresentou a empresa ou outros membros da equipe para você.

Conclusão

Para encerrar este artigo, uma curiosidade: você sabia que somente na cidade de São Paulo são realizadas mais de 200 mil entrevistas de emprego todos os dias?

A informação foi obtida por um levantamento feito pela plataforma de recrutamento digital Reachr.

É processo seletivo que não acaba mais, não é mesmo?

Bem, agora, com todas as dicas em mãos, ficou mais fácil você melhorar a sua performance diante do recrutador.

Mas cabe aqui outra informação importante: o sucesso da sua carreira não depende apenas da sua conduta durante entrevista, mas da sua qualificação profissional.

Por isso, invista sempre em educação continuada. 

Na Univali, você encontra uma série de cursos de graduação e pós-graduação com mensalidades acessíveis e flexibilidade para estudar de onde quiser e quando puder.

Acesse o site e confira!

Gostou do artigo sobre entrevista de emprego? Então, aproveite o espaço abaixo para escrever o seu comentário. 

ead univali como estudar em casa

Inscreva-se no nosso Blog

Baixe agora o manual:

blog ead univali

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT