A experiência profissional é um dos campos mais importantes do seu currículo. Porém, para que essas informações sejam atrativas ao recrutador, precisamos preenchê-las de uma forma estratégica.

Quer saber como preencher o campo da experiência profissional de uma forma atrativa e ágil? Acompanhe nossas dicas! 

pessoa entregando um documento em mãos para outra.

O que é "experiência profissional" no currículo?

A experiência profissional é o campo do currículo em que você relata a sua trajetória no mercado de trabalho, informando alguns pontos principais, como: cargo, atividades exercidas, nome de empresas e período trabalhado.

Pesquisas apontam que um recrutador leva de 6 a 10 segundos para descartar um currículo. Assim, como ser atrativo e chamar a atenção? 

A resposta é: preencher seu currículo com estratégia. Não somente escreva as informações, mas pense no que o recrutador gostaria de encontrar. Seja estratégico.

Quais experiências profissionais devo considerar?

Antes, tenha em mente que as experiências profissionais não são resumidas somente em empregos formais, com carteira assinada, mas sim a todo o tipo de vivência que você teve no mercado.

Vale estágios, projetos que você participou ao longo da graduação, trabalhos voluntários e atuação como freelance

Caso for pertinente para a vaga, também cite seus projetos pessoais.

Por exemplo: uma pessoa está concorrendo a uma vaga para produtos digitais e ela desenvolve um podcast sobre notícias internacionais. Essa informação pode ser citada no currículo. 

Como citar uma experiência profissional?

Está em dúvida no formato de citação das experiências profissionais? 

Primeiro, saiba que não existem regras, mas sim boas práticas. Geralmente, recomenda-se a seguinte ordem:

  1. Cargo
  2. Nome da Empresa / Localização
  3. Período trabalhado
  4. Breve descrição ou lista de responsabilidades/conquistas

Analista Administrativo
Empresa X | Blumenal 
Jan/2020 - atualmente

Responsabilidades

  • Registrar e conferir documentos;
  • Oferecer suporte administrativo e técnico para as áreas de patrimônio e logística;
  • Solicitar a compra de materiais;
  • Digitar notas de lançamentos contábeis.

Conquistas

  • Através da busca de novos fornecedores, diminui-se em X% os custos com compras, aumentando o lucro real da empresa em X%.

Redator Publicitário
Empresa Y
Jul/2019 - Jan/2020

Responsabilidades
  • Elaboração de texto para redes sociais;
  • Alinhar estratégias de divulgação juntamente com a equipe de Marketing;
  • Participar de sessões de brainstorming para desenvolvimento de novas ideias.

Conquistas

  • Publicações com textos mais assertivos aumentaram em X% o número de visualizações.

Perceba três aspectos nos exemplos: 

O primeiro é a voz ativa, que é quando o sujeito pratica a ação. A voz ativa permite que você destaque os seus feitos e torne a leitura mais fluida. Use sempre verbos de ação para descrever as atividades realizadas: 

  • organizar;
  • documentar;
  • otimizar;
  • avaliar;
  • desenvolver;
  • executar;
  • verificar;
  • solicitar;
  • registrar;
  • supervisionar;
  • planejar;
  • coordenar.

O segundo ponto é a descrição no formato de lista ou bullet points. Esses tópicos formam um texto dinâmico e permitem que o recrutador encontre informações com mais rapidez e agilidade. 

O terceiro ponto são as conquistas. Quando citar alguma, sempre mensure. Não cite conquistas de forma vaga como “diminui significativamente o número gastos”, coloque números e estatísticas.

Respeite uma ordem

Não se esqueça de citar suas experiências respeitando uma ordem. Não coloque-as de forma bagunçada, como:
  • Assistente Administrativo
    Empresa X | Blumenau
    mai/2013 - jan/2019
  • Analista Administrativo
    Empresa Y | Indaial
    jan/2019 - atualmente
  • Estagiário de Administração
    Empresa W | Blumenau
    jan/2019 - abr/2013
Sempre cite de forma decrescente, com a experiência mais recente no topo.
  • Analista Administrativo
    Empresa Y | Indaial
    jan/2019 - atualmente
  • Assistente Administrativo
    Empresa X | Blumenau
    mai/2013 - jan/2019
  • Estagiário de Administração
    Empresa W | Blumenau
    jan/2019 - abr/2013

Quantas experiências posso citar?

A Robert Half, empresa referência em recrutamento especializado, indica que o ideal é manter, no máximo, duas páginas.

A experiência profissional é, na grande maioria, o campo mais longo do currículo. Assim, ao descrevê-la, não é necessário detalhar com precisão todas as atividades. Escreva com objetividade e sempre pensando nos aspectos solicitados pelo empregador na vaga. 

O portal Zety sugere a seguinte lógica:
  • Candidatos de nível sênior: listar experiências profissionais relevantes dos últimos quinze anos de carreira.
  • Candidatos de nível júnior a médio: incluir descrições detalhadas de cargos relevantes e uma breve menção de outros cargos: estágios, trabalhos temporários e freelance
  • Candidatos de nível básico: listar e descrever todos os trabalhos já realizados, incluindo estágios, trabalho em meio período ou temporário, freelance e projetos pessoais.
  • Candidatos sem experiência profissional: incluir todas as experiências de trabalho remunerado e não remunerado: funções em organizações estudantis, estágios, estágios não remunerados, experiência de voluntariado.

mulher jovem preenchendo documento em planilha.

Estratégias de currículo: Palavras-chave e personalização

Para um currículo de sucesso, você deve colocar em prática duas estratégias: o uso de palavras-chave e a personalização

Palavras-chave

Para que o seu currículo seja um destaque na triagem, leia com bastante atenção a descrição da vaga e procure encontrar palavras-chave. Elas são os termos que o recrutador irá procurar para conferir se o seu perfil combina com o requisitado.

Exemplo: se uma vaga exige que você trabalhe com o desenvolvimento de projetos. A expressão "desenvolvimento de projetos" deverá constar no currículo. 

Mas, atenção: não insira palavras aleatoriamente, somente para ser selecionado. Essas palavras precisam se encaixar de forma natural no texto.

Ainda, não minta a respeito de atividades que você nunca desenvolveu ou não conhece. 

O recrutador saberá se você está falando a verdade ou não. Mentir no currículo é a principal causa de eliminação em processos seletivos.

Personalize o currículo

Não envie o mesmo currículo para todas as vagas. Personalize conforme o anúncio.

Utilizando a estratégia citada acima, Identifique as principais exigências (palavras-chave) e tente destacá-las quando você estiver descrevendo a sua experiência profissional.

Outra dica importante é personalizas as seções. 

Por exemplo, se você acabou de se formar ou tem pouca experiência profissional, destaque a seção "educação" e, logo abaixo, inclua a "experiência profissional".

Como fazer um currículo sem experiência profissional?

Para quem está a procura do primeiro emprego ou de um estágio e tem poucas ou nenhuma experiência, pode preencher o currículo com outras informações.

1) Escreva seu objetivo

O objetivo é um texto curto (no máximo duas linhas), onde você informa suas qualificações e expectativas profissionais.

Procuro uma oportunidade na área de [área de estudo/graduação] para desenvolver os conhecimentos adquiridos na minha formação. 

2) Formação acadêmica

Para estágio, a formação acadêmica é um dos principais campos. Informe qual o curso que você faz, a instituição de ensino, o semestre atual e uma previsão de conclusão.

3) Experiências

Você pode citar outras experiências, além de contratos formais. Aqui, vale voluntariado, organização de eventos, intercâmbio, monitorias, participação em projetos acadêmicos e concursos culturais.

4) Idiomas

Lista os idiomas que você tem conhecimento, indicando o nível de proficiência (básico, intermediário, avançado ou fluente) 

5) Informática

Assim como os idiomas, liste quais programas você tem conhecimento e indique o nível de afinidade. Exemplos que podem entrar:

  • Pacote Office (Excel, Word, PowerPoint)
  • Pacote Adobe (Photoshop, Illustrator, Premiere, InDesign)
  • Power BI
  • Google Analytics

6) Cursos complementares

Fez um curso sobre Photoshop? Pacote Office ou, ainda, sobre algum assunto bacana para sua carreira? Liste indicando onde você fez e, se possível, mencionando a carga-horária.

Aqui, vale atenção: escreva somente os cursos pertinentes para a vaga almejada. Se você fez um curso de maquiagem, mas está se inscrevendo para um estágio em direito, não o cite.

Exceto se a empresa estiver ligada ao ramo de beleza e cosméticos. Aí, sim, vale demonstrar que você já tem conhecimento na área.

Experiência profissional x habilidades socioemocionais

Mais do que experiência profissional e conhecimentos técnicos, um bom profissional precisa desenvolver habilidades socioemocionais. 

Essas habilidades não são explícitas no currículo, mas, durante o processo seletivo, são abordadas pelo recrutador e gestor. 

Um levantamento mostrou que 9 em cada 10 profissionais são contratados pelo perfil técnico e demitidos pelo comportamento.

Mas quais habilidades preciso desenvolver?

Um relatório do Fórum Social Mundial indicou 15 habilidades que vão estar em alta até 2025.

1. Pensamento analítico e inovação;
2. Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizado;
3. Resolução de problemas;
4. Pensamento crítico;
5. Criatividade;
6. Liderança;
7. Uso, monitoramento e controle de tecnologias;
8. Programação;
9. Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade;
10. Raciocínio lógico;
11. Inteligência emocional;
12. Experiência do usuário;
13. Ser orientado a servir o cliente (foco no cliente);
14. Análise e avaliação de sistemas;
15. Persuasão e negociação.

Você deve ter percebido que a maioria das habilidades referem-se a solução de problemas, autogerenciamento e trabalho em equipe.

Desenvolvê-las é um processo contínuo, que depende de cada indivíduo. É preciso praticar o autoconhecimento para reconhecer os pontos fortes e fracos e buscar o aprimoramento.

Se você trabalhou com atendimento ao cliente, por exemplo, com certeza desenvolveu habilidades de comunicação e de solução de problemas.

Aproveite cada experiência profissional para aplicar e aprimorar essas habilidades. 

Fique atento: checklist para um currículo de sucesso

Preparamos uma lista com pontos de atenção na hora de preencher e enviar um currículo ao recrutador.

⊠ Cuidado com os erros gramaticais. Sempre revise seu currículo antes de enviar.

⊠ Cheque todos os dados, sobretudo e-mail e telefone, pois é através deles
que o recrutador entrará em contato com você.

Não é necessário colocar foto no currículo, ao menos quando é requisitado. Se for preciso, escolha uma foto mais formal, onde você esteja sozinho e, preferencialmente, em um fundo neutro, sem muitos elementos.

⊠ Procure anexar o seu currículo no formato PDF. Ao nomeá-lo, coloque seu nome e, ao lado, a vaga. Exemplo: Vanessa Oliveira_Analista de Marketing

Não precisa informar a sua pretensão salarial no currículo. Quando necessário, será dito no anúncio. De qualquer forma, não coloque essa informação no currículo. Opte por escrever no corpo do e-mail

Evite um currículo muito poluído e colorido. Opte por um modelo mais básico e organizado. Mas, se você estiver se candidatando para uma vaga criativa, pode elaborar um currículo com um design diferenciado. 

Mão na massa!

Agora que você já sabe como citar as experiências profissionais, chegou a hora de elaborar um currículo atrativo para o recrutador e que garanta a sua sonhada vaga.

Para ajudar, disponibilizamos um modelo para você se basear. Acesse gratuitamente.

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

Baixe agora o manual:

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT