<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=2736481836612313&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Na hora em que você é chamado para uma entrevista de emprego, significa que a empresa gostou do seu currículo e quer saber mais sobre quem você é.

Porém, sempre é bom se organizar, não só nas vestimentas e postura, mas também sobre o que falar em uma entrevista de emprego.

Se por um lado em 2020 cresceu o número de empregos como autônomos, em
contrapartida novas profissões vêm surgindo, e você deve estar preparado para ocupar essas posições.

Já se você busca uma recolocação no mercado de trabalho, clique aqui e
salve este artigo para depois conferir nossas dicas sobre o assunto.

Como antes da contratação vem a entrevista, reunimos para você dicas do que  e como falar durante uma entrevista de emprego.

crescimento pessoal

Profissões em alta

Recentemente, o LinkedIn lançou uma lista sobre as 15 profissões em alta no Brasil no ano de 2020.

O diretor geral da rede social na América Latina, Milton Beck, comenta que “O
mercado de trabalho, assim como outras esferas da vida na era da digitalização, vive uma dinâmica acelerada de transformações, às quais, muitas vezes, parecemos não ter tempo disponível para nos adaptar. Escolher o melhor caminho para nos prepararmos às novas demandas da nossa profissão ou, mais ainda, de uma outra carreira para a qual queiramos migrar, é cada dia mais desafiador”.

Para conferir a lista completa, clique aqui.

Prepare-se e estude

Se você foi chamado, significa que se candidatou a determinada vaga, ou foi indicado. E um passo importante rumo ao sucesso de ser selecionado é entender que empresa é essa.

Normalmente, nos sites de empresas aparecem sua missão, visão e valores, além de informações sobre quem são e sua história. E isso pode ser usado também durante o processo seletivo.

Mas, principalmente, tentar ser o mais assertivo na hora de escolher onde vai deixar seu currículo, e entender a cultura daquela empresa.

Depois de estudar sobre a empresa, estude sobre você. Sim, você mesmo. Deixar para a hora da entrevista pode dar um “branco” e alguma informação importante sobre você ou sua trajetória pode acabar não sendo mencionada.

Por isso, procure lembrar com calma quais foram os seus grandes feitos profissionais.

Pode ser alguma ideia implementada em empregos anteriores, reconhecimentos, premiações e processos na rotina da empresa que você melhorou.

Se aprofunde em feitos já citados em seu currículo, mas dê preferência para fatos além dos já descritos, afinal, o recrutador já leu seu currículo e agora ele quer saber o que mais tem de interessante em você enquanto profissional.

Isso pode te destacar como um profissional que gosta de dar ideias.
Evite ficar paralisado diante das perguntas. Use sua inteligência emocional
Durante todo o processo, você é avaliado e observado.

Eventualmente existem perguntas para quebrar o gelo e deixar o candidato mais relaxado.

Nesses casos, não hesite em responder. Exercite seu raciocínio rápido, será sempre melhor do que um “sorriso amarelo” ou o silêncio diante do questionamento.

Coloque sua inteligência emocional para trabalhar, respire fundo e controle seus impulsos.

Seja honesto quanto aos seus defeitos

Em quase toda entrevista é dita a temida frase: me conte um defeito e uma qualidade sua.

E mesmo sabendo que existe uma grande possibilidade deste questionamento acontecer, por vezes o candidato se vê surpreendido ao ter que falar algo “negativo” sobre si mesmo.

Falar uma qualidade é sempre mais fácil do que ser crítico com si mesmo. Mas não tenha medo na hora de falar em uma entrevista de emprego algum defeito real.

Nada de “meu defeito é ser perfeccionista”. Reflita sobre algo, mas fale também que está buscando oportunidade de melhoria.

Um exemplo: "preciso melhorar minha comunicação interpessoal,
mas já estou buscando um curso para isso”.

Observe sua postura corporal

Aqui estamos falando sobre o que falar em uma entrevista de emprego, e acredite: seu corpo também fala.

Seja em uma entrevista presencial ou online, o recrutador está atento
também aos seus movimentos, jeito como fala, como se comporta, tudo.

Então evite ficar de braços cruzados, não tenha medo de olhar nos olhos do recrutador, e tente manter um semblante tranquilo e aberto.

No caso de entrevista online, evite ficar desviando o olhar da
câmera e, no caso de uma entrevista coletiva, resista àquela mexida no celular enquanto outro candidato fala.

Mesmo que não seja sua vez de se pronunciar, é importante estar
100% atento a tudo.

Sem medo de perguntar

Como na hora da paquera, as duas partes precisam se conhecer para saber se haverá um relacionamento, certo?

Na entrevista de emprego também.

Não se limite a apenas responder aos questionamentos do recrutador, aproveite para fazer perguntas e esclarecer suas dúvidas sobre a vaga, atividades e atuação da empresa. Assim, o diálogo acontece de forma mais natural e fluida, sem o clima de entrevista ping-pong.

entrevista de emprego 3

Cuidado com gafes

Na hora de falar, é importante o que e como falar.

Além disso, algumas coisas podem ser evitadas, como eventuais gafes. Uma coisa que não cabe em uma entrevista de emprego é se posicionar politicamente.

Esse tipo de informação pessoal é melhor guardar, pois dificilmente é levantada durante a entrevista.

Outro ponto importante é o vocabulário com gírias, vícios de linguagem e palavras de baixo calão e também o cuidado para não expressar algum tipo de preconceito e nem forçar intimidade com o entrevistador.

Tendo atenção a estes pontos, aumentam as chances de você não cometer nenhuma gafe e de ser mais certeiro na hora de falar em uma entrevista de emprego.

Somos todos vendedores, então se venda da melhor forma possível e lembre-se de sempre ser você.

Todas as dicas citadas anteriormente são importantes e podem te ajudar a se sair melhor durante a entrevista de emprego.

Mas o mais importante é sempre ser você mesmo.

Lembre-se que, se selecionado, você irá conviver naquele ambiente durante a maior parte do seu dia.

Então não faça um personagem que você não é. Saiba se vender da melhor
forma, para que o recrutador te selecione para ocupar aquele cargo.

E se por ventura o retorno for negativo, tudo bem também. Tente tirar o que de melhor o processo seletivo te ensinou.

Às vezes, um não hoje pode anteceder um sim muito melhor amanhã. Não tenha
medo de ser autêntico e agradável!

Quando usar alguma dessas dicas, compartilhe sua experiência conosco nos comentários.

Aproveite para ler também nosso artigo completo sobre recolocação no mercado de trabalho.

ead univali como estudar em casa

Inscreva-se no nosso Blog

Baixe agora o manual:

blog ead univali

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT