O setor de telecomunicações vive um momento de prosperidade no Brasil. 

Além de prever bastante movimento com a chegada da tecnologia 5G, o mercado também passou por uma expansão de 20,3% de 2019 para 2020, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), devido à alta dos serviços durante a pandemia.

Aproveitando que no dia 13 de fevereiro comemora-se o Dia Mundial do Rádio, vamos refletir sobre a evolução do mercado de Telecom no Brasil e por que essa área está em alta.



Receba dicas infalíveis para se sair bem na entrevista de emprego!

 

Por-que-o-setor-de-telecomunicacoes-está-em-alta-no Brasil-Imagem mostra cidade interconectada.

 

O que significa telecomunicações 



O prefixo grego “tele” significa “distância” ou “longe”. Nesse sentido, telecomunicação significa comunicação a distância.

Atualmente, a palavra é utilizada para designar todo o conjunto de tecnologias e sistemas e permitem a comunicação remota entre dispositivos emissores e receptores. 

Essa transmissão de dados pode ocorrer por meio de fios, como no caso da internet fixa, ou por ondas de rádio, no caso da tecnologia wireless e do bluetooth, por exemplo. 

São essas tecnologias que possibilitam inúmeros serviços que conhecemos hoje, como internet fixa e móvel, IOT (Internet das Coisas), televisão, sistemas de radar, transmissões de satélite e telefonia fixa e móvel.

 

Do rádio ao 5G: a história das telecomunicações 

 

Do-radio-ao-5G-a-historia-das-telecomunicacoes -Imagem mostra antena de telecom.

 

Telégrafo

 

A primeira invenção que possibilitou a comunicação à distância foi o telégrafo, criado e patenteado por Samuel Morse no ano de 1837. 

O aparelho permitia que uma pessoa enviasse sinais elétricos codificados, por meio de fios de eletricidade, que podiam ser decodificados por outra pessoa a quilômetros de distância, utilizando-se o código Morse.  

Logo em seguida, a tecnologia se popularizou e passou a ser usada em diversos países.

O primeiro telégrafo do Brasil foi inaugurado em 1857, com a instalação da primeira linha telegráfica, entre Petrópolis e a praia da Saúde, na cidade do Rio de Janeiro.

 

Telefone

 

Já em 1876, o primeiro telefone foi patenteado pelo cientista norte-americano de origem escocesa Alexander Graham Bell (1847-1922). 

A patente foi registrada horas antes do registro de outro estudioso, Elisha Gray, o que deu início a uma das mais longas batalhas judiciais por patentes da história.

Logo depois, em 1877, o telefone chegou ao Brasil. O primeiro aparelho foi fabricado para Dom Pedro II e instalado no Palácio Imperial de São Cristovão, localizado na Quinta da Boa Vista, hoje o Museu Nacional no Rio de Janeiro.

 

Rádio

 

Mais tarde, surgiu o rádio, que só pôde ser inventado após a descoberta da indução magnética por Michael Faraday, em 1831. 

Contudo, o princípio da propagação radiofônica veio mesmo em 1887, através de Henrich Rudolph Hertz. Ele conseguiu criar faíscas que atravessavam o ar com duas bolas de cobre separadas, originando o princípio utilizado na transmissão de rádio. 

A primeira companhia de rádio foi fundada em Londres, pelo cientista italiano Guglielmo Marconi, em 1896, com a emissão e recepção de sinais sem fio. No ano seguinte, Oliver Lodge inventou o circuito elétrico sintonizado, que possibilitou a mudança de sintonia selecionando a frequência desejada.

No Brasil, a primeira transmissão radiofônica foi em 1922 em ocasião do centenário da Independência do Brasil. 



Televisão

 

A TV foi o principal meio de comunicação do século XX. Apesar de o início da produção em escala industrial de televisores ter demorado um pouco mais, as transmissões abertas passaram a ocorrer a partir da década de 1930, primeiramente na Alemanha, em 1935, e depois na Inglaterra, EUA e União Soviética. 

No Brasil, em 1950, houve acesso a um sinal aberto de TV após a inauguração da TV Tupi, pelo jornalista Assis Chateaubriand.



Internet

 

A internet surgiu a partir de pesquisas militares que ocorriam no contexto da Guerra Fria (1945-1991), período em que as maiores potências globais, EUA e URSS, competiam no campo tecnológico.

Assim surgiu a ARPANET, em 1969, rede de computadores que funcionava a partir de um sistema conhecido como chaveamento de pacotes. Seu objetivo era a transmissão de dados militares sigilosos e interligação dos departamentos de pesquisa nos Estados Unidos

Neste sistema, as informações eram divididas em pequenos pacotes, que por sua vez continham trechos dos dados, o endereço do destinatário e informações que permitiam a remontagem da mensagem original.

A evolução da tecnologia e os trâmites que permitiram sua liberação para uso comercial duraram até a década de 1990.

Segundo levantamento histórico publicado no site Wikipedia, os primeiros testes para uma internet não-acadêmica e não-governamental no Brasil ocorreram em 1992:

 

“No Brasil, os primeiros embriões de rede surgiram em 1988 e ligavam universidades do Brasil a instituições nos Estados Unidos. No mesmo ano, o Ibase começou a testar o Alternex, o primeiro serviço brasileiro de Internet não-acadêmica e não-governamental. Inicialmente o AlterNex era restrito aos membros do Ibase e associados e só em 1992 foi aberto ao público.”




O setor de telecomunicações no Brasil 



Todas as inovações citadas impactaram as relações humanas em nível global, principalmente quando falamos de economia, acesso à informação, cultura e comportamento.

Hoje, o setor de Telecom movimenta milhões de reais a cada ano no Brasil e se apresenta como uma área de especialização em alta para profissionais de tecnologia.

Além da alta nos serviços registrada em 2020, o setor também prevê bastante movimento com a implementação da tecnologia 5G, que se inicia em 2022 e promete uma internet até 20 vezes mais rápida que a atual.

Nos próximos anos, as empresas do setor terão em mãos o grande desafio de equipar as cidades brasileiras com a infraestrutura necessária para o funcionamento da nova geração de internet móvel, o que inclui a instalação de milhares de cabos e antenas.

Será necessário contratar um grande número de profissionais qualificados para lidar com a tecnologia 5G, além de capacitar os que já atuam no ramo.

Apesar de chegar nas capitais em 2022, estima-se que o 5G se tornará uma realidade mais difundida no Brasil somente em meados de 2025. 

Em contrapartida, o 5G já é uma realidade em outros países. Segundo um estudo da empresa Viavi Solutions publicado no portal especializado Canaltech, no mês de junho deste ano, já são 1.662 cidades contempladas com a última geração de conectividade móvel, espalhadas em um total de 65 países.

A presença do 5G, por sua vez, deve possibilitar uma nova onda de inovações que mudarão o modo como usamos a internet. 

A principal mudança é a viabilização da Internet das Coisas (IoT), que permitirá diferentes objetos acessarem a internet e comunicarem-se entre si, tornando os mais variados ambientes e serviços mais autônomos e “inteligentes”.

O-setor-de-telecomunicacoes-no Brasil - Homem de casaco amarelo mexe em um programa de computador, em um ambiente repleto de fios de conexão.

 

Como se especializar em telecomunicações 

 

Hoje em dia, existem muitas oportunidades para quem deseja se especializar em telecomunicações.

O mercado está bastante aquecido com a implementação da 5ª geração de telefonia móvel (5G) e precisará de novos profissionais tanto para áreas técnicas, como para gestão de equipes e gerenciamento estratégico.

Além da graduação em Engenharia de Telecomunicações ou dos cursos técnicos voltados para o campo operacional, uma alternativa para profissionais de tecnologia que desejam se iniciar na área é a pós-graduação em telecomunicações.

A Pós +Carreira da Univali EAD é uma excelente oportunidade para quem deseja sair preparado para o mercado de trabalho. 

Com certificados específicos a cada 3 meses, a mesma qualidade do presencial e toda a facilidade do modelo EAD, a Pós +Carreira da Univali EAD é sua chance de alavancar a sua carreira na área de telecomunicações.

Conheça o curso de Telecomunicações com Ênfase em Redes, Sistemas de Informação e Internet das Coisas EAD da Univali!

Como-se-especializar-em-telecomunicacoes - Três pessoas utilizam seus notebooks lado a lado.

 

Receba dicas valiosas para acelerar sua carreira

 

Outros conteúdos que você pode gostar:

 

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo!

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT